Pages

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Game Over

E só de pensar que te ganhei pra no final perder .. É o que mais machuca. 
 Perguntas não amenizam dores nem apagam pessoas da memória. Assim como querer você por perto, não significa que o terei novamente.
As vezes queria de alguma forma, regredir no tempo e desfazer os laços que com tanto afeto eu fiz por impulso, esquecer de cada detalhe sufocante e principalmente intrigante de cada situação ocorrida . Esquecer de todas as conversas e momentos, de todas as risadas e de toda a saudade cortante. Dos seus olhos inconstante e dos inúmeros tons de azul e verde que os mesmos podem ter, de como você me faz rir, de como tudo com você fica encantadoramente alegre. 

Porém, as vezes desejo nunca esquecer, porque a lembrança é a única prova de que aquele sentimento foi real. De que eu não sou a louca que eu sempre pensei ser,de que você existiu.

O dia hoje foi difícil, mas como nos contos de fada que minha mãe lia pra mim, quando criança, esperava que o final fosse feliz .. e que você me desse (ou mandasse) um doce beijo de boa noite, dizendo: " tudo ficará bem, não morra e amanhã nos vemos novamente" . Mas não foi. Foi só mais um historinha com um fim precipitado ou atrasado, onde ambos ultrapassaram os limites e ignoraram completamente o fato de que o plano sempre foi de que tudo acabaria bem. Burlamos as regras, excedemos o estipulado e está aí a punição por isso.

Não há culpados nem errados, é nisso que tento me concentrar.

Porque não prever? Sabíamos de tudo isso, e do fim trágico que teria. . Porque arrastamos tudo isso por tanto tempo?! DROGA.
Talvez por justamente temer e principalmente, querer prolongar toda a felicidade. A felicidade que fazia com que nossas pupilas dilatacem e respiração acelerace,, fazia com que nossas mãos suassem e as bochechas couracem.. Para, para, para Gabriela..

Nada disso foi suficiente, Pare de insistir, pare de se culpar, para de culpa-lo. Siga sua vida, merda! Não olhe pra tras. Siga a bosta de sua vida, e pare de choramingar como uma velha!
Pra variar, pare de reclamar! Olhe sua vida, olhe ao seu redor ... olhe o céu azul...
Nada dura pra sempre, sempre foi assim e sempre será.


Me pergunto apenas. Durará isso eternamente?
Não, tudo passa ... tudo passará.

A gente se desencanta, mas a vida é muito graciosa para ser apenas desilusão, e os sonhos são muitos reais
para serem simplesmente despertados. Ainda encontrarei forças para sonhar novamente. Sim, eu sei que encontrarei . . . assim como ele encontrou forças para dizer adeus.

E assim o sono chega, de mansinho, me convencendo de que amanhã será um outro dia .. Talvez melhor, talvez pior.. Mas um novo dia, um dia novo.

Torturo-me até o ultimo minuto antes do sono definitivamente me pegar pela mão e me levar para um outro mundo., adormeço pensando, pensando em coisas que seria melhor esquecer.

Game Over.



0 comentários:

Postar um comentário