Pages

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Encontros

Perdida em uma névoa, a maioria de nossos encontros. Apenas quando alguém se torna vital é que tentamos dar ao primeiro encontro a importância que depois ele viria a ter... embora, se formos honestos, aquele homem, aquela mulher, era apenas um rosto ou uma circunstância. Neste caso, no entanto, devo acreditar que minhas primeiras impressões, em todas as suas partes, eram tão completas e inesquecíveis quanto as últimas. Pela simples razão de que nada sobre eles era muito preciso. Ou jamais seria.

Impressionante como em algumas horas, todos ao me redor me pareceram tão familiar.
Nada de contrangimentos, monotonia ou tédio.

4 comentários:

Rafael Bardo disse...

"Apenas quando alguém se torna vital é que tentamos dar ao primeiro encontro a importância que depois ele viria a ter"
PERFEITO ISSO!

Macaco Pipi disse...

perigosos como desencontros!

Macaco Pipi disse...

é ruim alguem ser vital :(

luiza Nishizaki disse...

Lindo, lindo, adorei o jeito como escreve. www.thingsithink123.blogspot.com

Postar um comentário