Pages

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Só enquanto eu respirar vou me lembrar de você

Eu até que ando bem. Parcialmente tenho você. Um bucadinho todo dia, de você.
Ando um tanto irritada comigo mesma; Sentimentos e atitudes de uma adolescente apaixonada andam me perseguindo.
Incômodo isso. Muito incômodo.
Talvez seja esse estar perto sem estar, talvez sejam as lembranças que fazem questão de desejar boa noite antes de eu me deitar; ou então meu maldito cérebro te “refazendo” ao meu lado. enquanto me ajeito pra dormir.
É só pra mim que o tempo não passa? Os dias têm sabor de semanas. O que é de certa forma cansativo, sabe? Essa intensa e inexplicável vontade de estar perto, de estar junto, de estar aí.
Seu cheiro é único sabia? Único, inconfundível e inesquecível.
Tua ausência faz silencio em todo lugar. Em todo lugar e principalmente em mim.
Eu não quero enlouquecer, sabe? Não quero desistir e muito menos sofrer. O que tem me confortado é saber que você, mesmo que temporariamente, está aí. E eu acho que enquanto houver você aí do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar… me estabilizar.
Eu sei que eu não te dou sossego e, sinceramente, nem pretendo.
Porque mesmo que plano algum dê certo, mesmo que no final das contas eu acabe gorda e solitária e você acabe apaixonado por uma garota que seja o meu total oposto, eu vou continuar a perturbar…continuar a pertubar, continuar a procurar, continuar a choramingar, a reclamar, a dramatizar, a exagerar, a me “suicidar”
com as minhas drogas das quais não consigo me livrar.
Eu sempre deixei claro que nossa amizade está num pedestal. Acima de tudo isso, acima de qualquer risco e perigo… e de lá não sairá.
Tudo ao meu redor é motivo pra lembrar. Lembranças das nossas noites com Jah, lembranças dos beijos, das risadas, da tua pela na minha. E agora? Bom, tudo agora parece tão quieto. Você não está ao meu lado na cama, e eu não tenho o seu bom humor matinal pra me alegrar, pra me motivar a levantar.
Bom, é mais pra falar a verdade. Mais pra dizer o que as vezes não digo… mas não por não dizer, sim por esquecer. Esquecer que as vezes é bom saber.
E que você, mesmo sem perceber, me ensinou que tentar descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber de mais.

“Só enquanto eu respirar vou me lembrar de você, só enquanto eu respirar” ♫

0 comentários:

Postar um comentário