Pages

domingo, 14 de outubro de 2012

Numa outra estação

Não tenho tido a necessidade de escrever. Continuo não tendo.
Bonança. Bonança. Aquele que sucede a tempestade, sabe?
Não que não esteja faltanda nada, muito pelo contrário, mas bonança é sempre bonança.

Tô diferente, velha. Chata, ranzinza. Porém, mais positiva, coisa que nunca fui.
Saudades dos meus antigos problemas, passaram tanto tempo comigo, nada mais justo.
Babaca, eu sempre fui babaca.

Finalmente libertei meu cão. Aquele que morava em mim e acabava comigo. O dito cujo, cão malígno que eu carregava comigo. Aquele meu vício de sempre, doença sem cura que magoava meu coração. Adoecia minha auto-estima e causava overdoses de insegurança. Amor duído de sentir, difícil de esquecer. Esqueci.

Bonança combina com mudança, e mudança também é bom. Emprego, fase nova, namorado novo. Isso mesmo, namorado. Arrumei um.
Mas ele é papo pra outra  hora, com mais tranquilidade, detalhadamente.

"Outra estação". Duas outras estações: Primavera em Florianópolis e música do Legião Urbana.

".. estou longe, loooonge, estou em outra estação.."

0 comentários:

Postar um comentário