Pages

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Doidinha

Eu sou bem doidinha do amor né cara.
tava lendo uns posts de 2016, e nossaaaa. alguém ajuda ela.

só pra constar, estou com uns boymagia bem interessantes. Bem naquele perfil que eu gosto.
kk

PRECISO ESTUDAR!!!

Seria cômico se não fosse trágico

MEEEEUDEUSDOCÉU, quem sou eu na fila do pão, não é mesmo?

Reli o último post, e uau. quase 4 meses passaram-se e eu continuo ladeira abaixo.
Faculdade, abandonei mesmo. Não era a intenção, mas foi inevitável.
Aquele esquema de perder muitas aulas de uma mesma matéria, e quando tenta correr atrás, não se entende mais nada; E vai chegando no segundo período, logo já é terceiro... daqui a pouco nem vou mais e pronto, já era.
Burra. Burra.
Como pude nunca perceber? Que felicidade e realização vai alémm... muito além...
Que pra concretizar algo realmente, eu preciso sair dessa merda desse mundo acadêmico!
Oficializar uma profissão, ir embora ou não, escolher, querer e de fato poder.

O foda é sentir perder tempo cronológico, mas a experiência resultante daquilo ser crucial para tirar um certo "véu de ilusão".
Ilusão em todos os aspectos: familiar, afetiva, financeira, social... Em todos mesmos.
Quem sou  eu completando 24 anos nesse mês? Quem sou eu sem um pau pra dar num gato.
Uma fodida. pff. coitada. kkkkk
to rindo mas tô chorando.
Preciso me enxergar de fato.
Preciso de um choque de realidade. E acho que ele ta acontecendo agora. Nesse exato momento.

Que fase não? Maluca dos roles, tá em todas! Bebe igual uma condenada, fuma mais ainda. Arruma uns pretendentes mas pra lá do que pra cá.
Arruinada me define.

Minha grande melhor amiga me decepcionou tantas vezes que nem sei mais o que sentir. É como se já pudesse esperar qualquer coisa, sabe?

Passei por tantas de abril pra cá... tantas histórias... tantas...
A loucura é que já era pra eu ter passado por tudo isso, há uns 5 anos atrás... Aí agora velha, me transformo nisso aqui, uma louca desvairada.
Que loucura eu.
Mas sabe o que é o mais louco? é que eu não me arrependo completamente. Isso que acredito ser o pior dentro do coração; é se arrepender, mas não.

Tô decepcionada com muitas coisas. Coisas e pessoas.
Saí da casa do meu pai. E isso me dói todo dia. Todo dia eu penso e lembro, e dói um pedacinho no coração.
Vi ele uma vez e num período de 45 dias. Isso é bem pesado pra mim. A gente não tava bem por minha culpa. Eu tava virada numa doida. Não que não continue, mas estou menos, eu acho.

O que eu tenho pra dizer? Meus pais estavam certos. Tudo o que me disseram com relação a minha própria vida, estava certo.
Burra fui eu achar que sabia de algo. Sabia nada. Continuo sem saber. Mas ao menos percebo a bosta que sou.
Percebo, e preciso parar de fingir que não.

ENXERGUE-SE, eu deveria tatuar. Enxergue-se. Quem é você na sociedade, quem é você pra você mesmo? O que eu estou fazendo de mim mesma?
24 anos. Tô arrasada.
Preciso sair dessa.